A Felicidade Conjugal seguido de O Diabo by Leon Tolstói

A Felicidade Conjugal seguido de O Diabo

byLeon Tolstói, Maria Aparecida Botelho Pereira Soares

Kobo ebook | January 18, 2012

Pricing and Purchase Info

$3.99

Prices and offers may vary in store

Available for download

Not available in stores

about

Share FELICIDADE CONJUGAL / O DIABO, A SEMEYNOYE SCHAST'YE E DYAVOL Leon Tolstói Tradução de Maria Aparecida Botelho Pereira Soares Duas pérolas de um mestre da literatura universal "Tolstói é o maior de todos os narradores" Virginia Woolf Poucos escritores penetraram tão fundo na alma dos seus personagens quanto Leon Tolstói (1828-1910), dono de uma técnica narrativa certeira e cristalina. É o que pode ser visto neste livro, que reúne duas primorosas amostras da sua vasta obra. Publicada em 1859, A felicidade conjugal é a primeira obra do futuro autor de Guerra e paz. Já o conto O diabo foi escrito em 1898 e publicado postumamente, em 1916. De origem autobiográfica, ambos os textos tratam das mesmas questões, caras a Tolstói: o papel do casamento, do sexo e das relações amorosas, bem como a responsabilidade moral dos indivíduos. Em A felicidade conjugal, o autor demonstra sua habilidade de narrar a partir do ponto de vista de um personagem feminino – habilidade que seria levada às últimas conseqüências em Anna Karênina – para retratar a meninice despreocupada da princesinha Macha, sua aproximação e o posterior relacionamento com Serguêi Mikháilovitch. Em O diabo, Evguêni, um bacharel em Direito, se envolve com uma bela camponesa da região, num caso que teria tudo para ser esquecido e relegado às loucuras de juventude. Mas Evguêni é jovem, e não percebe que está criando armadilhas para si mesmo.

Title:A Felicidade Conjugal seguido de O DiaboFormat:Kobo ebookPublished:January 18, 2012Publisher:L&PM Pocket

The following ISBNs are associated with this title:

ISBN - 10:8525425893

ISBN - 13:9788525425898

Reviews

From the Author

Share FELICIDADE CONJUGAL / O DIABO, A SEMEYNOYE SCHAST'YE E DYAVOL Leon Tolstói Tradução de Maria Aparecida Botelho Pereira Soares Duas pérolas de um mestre da literatura universal "Tolstói é o maior de todos os narradores" Virginia Woolf Poucos escritores penetraram tão fundo na alma dos seus personagens quanto Leon Tolstói (1828-1910), dono de uma técnica narrativa certeira e cristalina. É o que pode ser visto neste livro, que reúne duas primorosas amostras da sua vasta obra. Publicada em 1859, A felicidade conjugal é a primeira obra do futuro autor de Guerra e paz. Já o conto O diabo foi escrito em 1898 e publicado postumamente, em 1916. De origem autobiográfica, ambos os textos tratam das mesmas questões, caras a Tolstói: o papel do casamento, do sexo e das relações amorosas, bem como a responsabilidade moral dos indivíduos. Em A felicidade conjugal, o autor demonstra sua habilidade de narrar a partir do ponto de vista de um personagem feminino – habilidade que seria levada às últimas conseqüências em Anna Karênina – para retratar a meninice despreocupada da princesinha Macha, sua aproximação e o posterior relacionamento com Serguêi Mikháilovitch. Em O diabo, Evguêni, um bacharel em Direito, se envolve com uma bela camponesa da região, num caso que teria tudo para ser esquecido e relegado às loucuras de juventude. Mas Evguêni é jovem, e não percebe que está criando armadilhas para si mesmo.