A Morte de Olivier Bécaille by Émile Zola

A Morte de Olivier Bécaille

byÉmile Zola, Marina Appenzeller

Kobo ebook | September 14, 2011

Pricing and Purchase Info

$3.99

Prices and offers may vary in store

Available for download

Not available in stores

about

"Foi num sábado, às seis horas da manhã, que morri, após três dias de enfermidade. (...) Mas por que então eu tenho consciência de tudo que me cerca? Não! Eu não posso estar morto! Eu vejo, eu ouço! Vocês me entendem?! Meu Deus, não me enterrem!" (Trecho de A morte de Olivier Bécaille) Émile Zola (1840-1902) foi um dos maiores romancistas franceses de todos os tempos. Homem engajado nas lutas sociais e na vanguarda das artes, assim como manifestou-se a favor de Alfred Dreyfus, general francês acusado de conspiração, defendeu os pintores impressionistas e as lutas populares e democráticas na França. Escreveu o célebre Germinal, além de várias obras-primas da literatura mundial. Este livro reúne três novelas curtas: A morte de Olivier Bécaille, Nantas e A inundação, onde temos uma consistente amostra de seu gênio.

Title:A Morte de Olivier BécailleFormat:Kobo ebookPublished:September 14, 2011Publisher:L&PM Pocket

The following ISBNs are associated with this title:

ISBN - 10:8525424358

ISBN - 13:9788525424358

Reviews

From the Author

"Foi num sábado, às seis horas da manhã, que morri, após três dias de enfermidade. (...) Mas por que então eu tenho consciência de tudo que me cerca? Não! Eu não posso estar morto! Eu vejo, eu ouço! Vocês me entendem?! Meu Deus, não me enterrem!" (Trecho de A morte de Olivier Bécaille) Émile Zola (1840-1902) foi um dos maiores romancistas franceses de todos os tempos. Homem engajado nas lutas sociais e na vanguarda das artes, assim como manifestou-se a favor de Alfred Dreyfus, general francês acusado de conspiração, defendeu os pintores impressionistas e as lutas populares e democráticas na França. Escreveu o célebre Germinal, além de várias obras-primas da literatura mundial. Este livro reúne três novelas curtas: A morte de Olivier Bécaille, Nantas e A inundação, onde temos uma consistente amostra de seu gênio.