A Paixão do Socialismo: De Vagões e Vagabundos e outras Histórias by Alberto Alexandre Martins

A Paixão do Socialismo: De Vagões e Vagabundos e outras Histórias

byAlberto Alexandre Martins, Jack London

Kobo ebook | August 1, 1997

Pricing and Purchase Info

$3.99

Prices and offers may vary in store

Available for download

Not available in stores

about

"Então, voltei à classe operária, na qual havia nascido e à qual pertencia. Não me preocupava mais em subir. O imponente edifício da sociedade não guarda delícias para mim acima da minha cabeça. São os alicerces do edifício que me interessam. Lá, eu estou contente de trabalhar, de ferramenta na mão, ombro a ombro com intelectuais, idealistas e operários com consciência de classe, reunindo uma força sólida agora para mais uma vez pôr o edifício inteiro a balançar. Algum dia, quando tivermos poucas mãos e alavancas a mais para trabalhar, vamos derrubá-lo, com toda sua vida em putrefação e sua morte insepulta, seu egoísmo monstruoso e seu materialismo estúpido. Então vamos limpar os porões e construir uma nova moradia para a espécie humana, onde não haverá andar de luxo, na qual todos os quartos serão claros e arejados, e onde o ar para respirar será limpo, nobre e vivo." (Trecho de "A paixão do socialismo")

Title:A Paixão do Socialismo: De Vagões e Vagabundos e outras HistóriasFormat:Kobo ebookPublished:August 1, 1997Publisher:L&PM Editores

The following ISBNs are associated with this title:

ISBN - 10:8525423483

ISBN - 13:9788525423481

Reviews

From the Author

"Então, voltei à classe operária, na qual havia nascido e à qual pertencia. Não me preocupava mais em subir. O imponente edifício da sociedade não guarda delícias para mim acima da minha cabeça. São os alicerces do edifício que me interessam. Lá, eu estou contente de trabalhar, de ferramenta na mão, ombro a ombro com intelectuais, idealistas e operários com consciência de classe, reunindo uma força sólida agora para mais uma vez pôr o edifício inteiro a balançar. Algum dia, quando tivermos poucas mãos e alavancas a mais para trabalhar, vamos derrubá-lo, com toda sua vida em putrefação e sua morte insepulta, seu egoísmo monstruoso e seu materialismo estúpido. Então vamos limpar os porões e construir uma nova moradia para a espécie humana, onde não haverá andar de luxo, na qual todos os quartos serão claros e arejados, e onde o ar para respirar será limpo, nobre e vivo." (Trecho de "A paixão do socialismo")